• Editorial

WAF‌: ‌Principais‌ ‌comparações‌ ‌com‌ ‌outros‌ ‌recursos‌ ‌de‌ ‌cibersegurança


chave azul em uma mão e chave vermelha na outra

O WAF é um firewall que protege seus aplicativos permitindo ou bloqueando o acesso específico e também interrompendo padrões de ataque comuns. Você pode definir várias regras de segurança personalizáveis por meio do serviço. Se quiser saber mais sobre o WAF, clique aqui. Pois nesse texto focaremos nos outros recursos de cibersegurança existentes, para que assim você possa compará-los com o WAF. Vamos começar falando dos security groups.

WAF vs. Security Groups

Um security group é um firewall virtual projetado para proteger as instâncias do seu site. Os security groups têm regras distintas para o tráfego de entrada e saída. Os grupos permitem todo o tráfego de saída por padrão e negam qualquer tráfego não expressamente permitido. E todo o tráfego de saída será permitido de volta.

Os security groups são uma defesa fácil de usar contra intrusões. Para permitir o acesso de entrada às suas instâncias, basta adicionar o IP ao padrão e você estará pronto para prosseguir.

WAF vs. NACL

nuvem com cadeado dentro

O que você deve fazer se identificar uma série de ataques maliciosos em seu aplicativo vindos de um endereço IP específico? Você usará o WAF para bloquear esse endereço IP ou criará uma regra em sua Network Access Control List (NACL) para negar o tráfego desse IP?

É verdade que o WAF pode filtrar solicitações da web com base em endereços IP, headers HTTP, corpo HTTP ou strings de URI, para bloquear padrões de ataque comuns, como SQL injection ou cross-site scripting. O NACL, por outro lado, atua como um firewall para controlar o tráfego de entrada e saída de suas sub-redes.

Se o seu caso for mais sobre como proteger seu aplicativo de exploits comuns da Web (SQL injection ou cross-site scripting), o WAF seria uma escolha mais adequada. Caso contrário, você deve escolher o NACL se ele exigir explicitamente a necessidade de bloquear todo o tráfego com base em um determinado endereço IP ou intervalo.

Em casos do mundo real, um hacker não usará apenas um único endereço IP para atacá-lo. Esses caras usarão um endereço IP diferente após o outro. É por isso que é difícil bloquear individualmente um intervalo ou endereço IP malicioso usando NACL. Se você tiver um aplicativo da web privado (que é usado apenas em sua rede corporativa), a melhor solução seria usar uma abordagem de lista de permissões em que você só permite que endereços / intervalos de IP autorizados acessem seu VPC. Para aplicativos da web públicos, usar o WAF seria uma escolha melhor.

WAF vs. Firewall

Um WAF protege os aplicativos da web ao direcionar o tráfego do Hypertext Transfer Protocol (HTTP). Isso o difere de um firewall padrão, que fornece uma barreira entre o tráfego de rede externo e interno.

Um WAF fica entre usuários externos e aplicativos da web para analisar toda a comunicação HTTP. Ele então detecta e bloqueia solicitações maliciosas antes que elas cheguem aos usuários ou aplicativos da web. Como resultado, os WAFs protegem os aplicativos da Web essenciais aos negócios e os servidores da Web contra ameaças de dia zero e outros ataques na camada de aplicativos. Isso é cada vez mais importante à medida que os negócios se expandem para novas iniciativas digitais, que podem deixar novos aplicativos da web e interfaces de programação de aplicativos (APIs) vulneráveis a ataques.

Um firewall de rede protege uma rede local contra acesso não autorizado para evitar o risco de ataques. Seu objetivo principal é separar uma zona protegida de uma zona menos segura e controlar as comunicações entre as duas. Sem ele, qualquer computador com um endereço de protocolo de Internet (IP) público pode ser acessado fora da rede e potencialmente sob risco de ataque.

Confira aqui também os 10 softwares de firewall mais utilizados

WAF vs. Shield

escudo

O Shield é um serviço gerenciado projetado para protegê-lo de ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS). Você pode usar as listas de controle de acesso da Web do WAF (ACLs da Web) para ajudar a minimizar os efeitos de um ataque distribuído de negação de serviço (DDoS). Para proteção adicional contra ataques DDoS, utilize o Shield.

WAF vs. IPS

O Intrusion Prevention System (IPS) é um dispositivo ou software de proteção de uso geral. Ele fornece proteção contra tráfego de uma ampla variedade de tipos de protocolo, como DNS, SMTP, TELNET, RDP, SSH e FTP, entre outros.

Um dispositivo IPS pode ser usado para melhorar a segurança e oferecer suporte a um firewall. Conforme mostrado na imagem abaixo, ele bloqueia todo o tráfego anormal da Internet, que não foi bloqueado pela primeira linha de defesa ou pelo firewall.

IPS

WAF ou NGFW

Um firewall tradicional é limitado a funções como packet filtering, network- e port-address translations (NAT) e VPN. Ele toma suas decisões com base em portas, protocolos e endereços IP. Hoje em dia não é mais prático nem confiável implementar políticas de segurança de forma tão inflexível e não transparente. Uma nova abordagem era necessária e os NGFWs fornecem essa abordagem adicionando mais contexto às políticas de segurança. Os sistemas baseados em contexto são projetados para usar informações como localização, identidade, horário, etc... de forma inteligente com o objetivo de tomar decisões de segurança mais eficazes.

Os Next Generation Firewalls também se diferenciam dos firewalls tradicionais adicionando recursos como filtragem de URL, antivírus / antimalware, Intrusion Prevention Systems (IPS) e muito mais. Em vez de usar várias soluções pontuais diferentes, um NGFW simplifica e melhora muito a eficácia da implementação de políticas de segurança em um mundo de computação cada vez mais complexo.

Um Next-Generation Firewall é projetado para habilitar aplicativos com segurança e proteger sua rede de ataques cibernéticos avançados. O NGFW está focado em proteger os clientes internos ao acessar o aplicativo na internet e aplicativos internos. O foco de um Web Application Firewall é a proteção de aplicativos da Web internos (personalizados) contra ameaças externas dentro da camada de aplicativo.

Podemos concluir resumindo que os WAFs protegem os aplicativos da web e os NGFWs protegem as redes. As empresas que dependem de aplicativos voltados para a web podem se beneficiar tremendamente de um WAF. Para esses clientes, na maioria dos casos, é recomendável implementar as duas soluções.

WAF ou Proxy Reverso

Proxy Reverso

Um servidor proxy reverso é um ponto de conexão intermediário posicionado na borda de uma rede. Ele recebe solicitações de conexão HTTP iniciais, agindo como o terminal.

Essencialmente, ele é o guarda de tráfego da sua rede, o proxy reverso serve como um gateway entre os usuários e o servidor de origem do aplicativo. Ao fazer isso, ele lida com todo o gerenciamento de políticas e roteamento de tráfego.

Um proxy reverso opera:

  • Recebendo uma solicitação de conexão do usuário

  • Concluindo um TCP three-way handshake, encerrando a conexão inicial

  • Conectando-se ao servidor de origem e encaminhando a solicitação original.

WAF vs. CASB

Ambos os firewalls e cloud access security brokers (CASB) trabalham para proteger suas informações online contra ameaças. Em vez de considerar um melhor do que o outro, você deve considerá-los como componentes diferentes de seu sistema de segurança.

Para as pessoas que acessam sites e informações no trabalho, é bom ter um firewall em nuvem em seu arsenal de segurança. Os firewalls ajudam a evitar que sites maliciosos investiguem sua nuvem ou roubem seus dados. Os firewalls permitem que você crie listas de programas que têm permissão para acessar a nuvem e programas que não têm. Você também pode estender a proteção do firewall para pessoas que acessam sua nuvem remotamente, porque o firewall se aplica à própria nuvem a partir de qualquer ponto de acesso.

As pessoas costumam se perguntar se o CASB substitui os firewalls. A resposta é não. Essas são duas medidas de segurança diferentes que você deve ter. O CASB preenche muitas lacunas que um firewall não pode cobrir. As brechas na segurança causadas por novos programas e comportamento humano podem ser devastadoras para uma conta na nuvem se você não tiver como se proteger contra elas. Um firewall não consegue reconhecer quando uma conta de usuário está se comportando de maneira estranha ou fornece controle detalhado sobre o acesso à nuvem. O CASB pode.

Ambos os firewalls e CASB são necessários para proteger sua nuvem. Eles têm pontos fortes específicos que oferecem uma rede de proteção. Se você só tem um firewall no momento, precisa adicionar proteção CASB. Seus dados são muito importantes e sua empresa precisa de criptografia CASB e monitoramento para proteger esses dados.

WAF vs. API Gateway

API Gateway

O API Gateway: cria, publica, mantém, monitora e protege APIs em qualquer escala. O API Gateway lida com todas as tarefas envolvidas na aceitação e processamento de até centenas de milhares de chamadas de API simultâneas, incluindo gerenciamento de tráfego, autorização e controle de acesso, monitoramento e gerenciamento de versão de API.

O WAF: controla qual tráfego será permitido ou bloqueado para seu aplicativo da web, definindo regras de segurança da web personalizáveis. O WAF é um Web Application Firewall que ajuda a proteger seus aplicativos da web de explorações comuns da web que podem afetar a disponibilidade do aplicativo, comprometer a segurança ou consumir recursos excessivos.

O Proteja XP

Se você já comparou o WAF com os outros recursos de segurança e percebeu que ele é o ideal para você, que tal contratar um para a sua empresa?

Habilite hoje mesmo esta proteção para os seus sites, blogs e aplicativos, contrate o serviço Proteja XP da Maximize! O Proteja XP é uma assinatura mensal da plataforma de proteção firewall de aplicação web –W.A.F. líder do mercado, incluindo o suporte continuado, de forma rápida e prática, totalmente na nuvem.

Tenho certeza que você não vai querer correr o risco de ser mais uma empresa brasileira vítima de ciberataques, entre em contato conosco.

E acompanhe as outras dicas no nosso blog e no nosso facebook.

Assista o nosso vídeo sobre o assunto: